Blog BASSO STRAPS

home / blog / A importância da espessura das cordas e regulagem do instrumento no fingerstyle:
21/06/2018
A importância da espessura das cordas e regulagem do instrumento no fingerstyle:

A importância da espessura das cordas e regulagem do instrumento no fingerstyle:

Para que você possa desfrutar do fingerstyle e não venha ficar frustrado quando tiver o primeiro contato com o estilo, é importante que o seu instrumento, neste caso o violão/aço, esteja com as cordas corretas e uma boa regulagem de altura das mesmas.

Sem esta primeira ‘etapa’ de checagem de pré-requisitos posso garantir que você não terá uma boa experiência com o fingerstyle.

Fingerstyle é a forma de tocar peças musicais com os dedos onde, através de exercícios específicos, educamos os mesmos para que possam executar linhas de baixo, harmonia e melodia simultaneamente, basicamente.

CORDAS: - Começaremos com a escolha da espessura:

Poderíamos argumentar eternamente sobre cordas, pois muitos diferem no tamanho das mãos, musculatura, etc... Sendo assim estabeleceremos um parâmetro que não fique ruim para nenhum lado, ok?

Primeiramente conheça o universo de cordas de aço existentes para violão, existem muitas marcas, tipos e espessuras. Para a finalidade desta leitura vamos nos deter na ‘espessura’, pois a nossa primeira busca será o ‘conforto’.

Sugiro então que cordas abaixo da espessura 0,11 não sejam usadas no fingerstyle por não acrescentarem em sonoridade e como precisaremos manter as cordas o mais perto possível dos trastes ficaria muito difícil encontrarmos timbres aceitáveis com espessuras abaixo desta.

Com espessuras entre 0,11 e 0,13 já conseguimos um bom equilíbrio dos graves (linhas de baixo), médios (harmonia) e agudos (melodia), poderíamos separar desta forma. Você deverá decidir qual espessura é a mais confortável já que uma boa regulagem dará conta de todo o resto. Obviamente que quanto maior a espessura mais se ganhará em timbres, por exemplo:

Espessura 0,11 trará os graves que você precisa, permitirá que você faça ‘bends’ sem muito esforço, porém a sonoridade dos agudos se dissipará rapidamente... Mesmo assim é aceitável.

Espessura 0,12 trará os graves, sendo estes ainda mais bonitos de escutar, os ‘bends’ não serão tão fáceis, porém, se ganha no todo já que teremos um excelente equilíbrio de sonoridade com ‘punch’ muito bonito de ouvir! Eu indicaria esta espessura como objetivo final.

Espessura 0,13 ficaria a critério de experimentação... É preciso um bom instrumento para suportar esta tensão, primeiramente. Os ‘bends’ são bem difíceis, porém se você conseguir se adaptar a esta tensão a sonoridade será incrível, acredite! Particularmente e em nível de curiosidade, esta é a tensão de cordas que eu escolhi pra mim... Apanho nos bends, às vezes voa um pedaço do dedo no chão, mas faz parte, gosto muito do som que produz. Uso encordoamentos Elixir, uma edição hibrida desenvolvida com a Taylor chamada ‘HD light’ nas espessuras que seguem: 0,13 / 0,17 / 0,25 / 0,32 / 0,42 / 0,53.

Perfeito! Agora que já temos algumas opções de espessuras de cordas podemos ir adiante e falar da regulagem do instrumento que irá receber as cordas que você escolheu.

Neste caso estamos falando especificamente de ‘violão/aço’, certo? Quando compramos qualquer ‘violão de loja’ devemos levá-lo diretamente para regulagem, este é o correto!

Assim poderemos ajustar devidamente a altura das cordas no instrumento para que possamos começar nossos estudos no fingerstyle sem frustrações, lesões e imprevistos! Seu instrumento deve estar o mais confortável possível, você não deverá sentir que está fazendo força pra montar um acorde em nenhuma área do braço, por exemplo, dedilhar um FÁ MAIOR com pestana na primeira casa. O processo de regulagem é simples, porém extremamente necessário quase crucial!

Basicamente os ajustes padrões serão de lixamento de rastilhos e regulagem de tensor, porém podemos ir além e trocar os rastilhos de plástico por osso ou aço, desbastar o cavalete e emparelhar os trastes para que tenhamos ainda mais sonoridade e conforto! Um bom luthier fará o serviço sem maiores problemas pra você, confie.

Depois de tudo acertado e regulado é hora de partir para os estudos de fingerstyle que começarei a mostrar pra vocês com exclusividade aqui pelo site da basso straps! Nossa primeira série será: “Iniciando no fingerstyle em 4 passos”!

Um abraço e Stay tuned!


COMENTÁRIOS